ATENÇÃO: Este Blog está repleto de spoilers, pois o público alvo são as pessoas que já assistiram o filme. Portanto, se não quiser estragar a graça de assistir o filme sem nenhuma influência, pare por aqui.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

OS 12 MACACOS


Sinopse:Em 2035, Cole é enviado de volta no tempo para encontrar informação sobre um vírus mortal que veio a matar cinco bilhões de pessoas em 1996-1997, porém, ele acaba sendo enviado por engano para 1990, onde é mandado para um sanatório por pensarem que está louco. Finalmente depois de fugir do sanatório e conseguir ir para o ano de 1996, ele sequestra Railly, usando-a para ajudar a encontrar o grupo 12 Macacos, que supostamente tem envolvimento com a liberação do vírus mortal para a humanidade.

Trailler

Na minha opinião foi a melhor atuação de Bruce Willis que eu já vi, Brad Pitt também foi ótimo, mas Willis foi o máximo!

Cheio de idas e vindas no tempo: 1917,1990,1996,2035.

O Filme é fabuloso e muito bem sucedido nas utilizações dos paradoxos de viagem no tempo e sanidade diante do conflito de percepções individuais e pontos de vista coletivos.

O modo como James Cole começa a desconfiar da sua sanidade e sua psiquiatra começa a se convencer de que ele diz a verdade, é fascinante. A trama por tráz da sanidade de Cole é extremamente envolvente. Não dá pra saber em todos os momentos se ele mesmo esta convencido do que esta falando, ou, se ao menos, ele sabe quem é.

Para os espectadores que adoram observar as falhas nas tramas dos filmes (pessoas como eu) essa produção é um grande tapa na cara, ela faz você acreditar todo o momento em determinados erros no filme, que resultariam em paradoxos, mas o final explica tudo de tal forma que você se sente um trouxa. Por exemplo, o fato de se imaginar durante o filme que foi James quem indusiu Jeffrey Goines a infectar a humanidade te leva a um paradoxo, mas o final do filme deixa claro muitas coisas, e dá vontade de rever diverças vezes.

Gostei do fato de como a ideia de existir muitas pessoas vindas do futuro. A parte do "profeta" falando sobre o fim do mundo foi ótima, pois James sabia que ele dizia a verdade, e que ambos vieram do mesmo lugar.

Essa produção segue a mesma teoria do filme "A Maquina do Tempo" que induz o fato que não se pode mudar o passado. Ela dá a ideia de que todas as viagens do tempo já fazem parte do presente, do rumo da história. E não que o fato de viajar no tempo seja algo para interferir em nada, dando a entender que tudo já é natural.

Como a maioria dos filmes que Willis é protagonista, ele é um maioral. Pulou de uma altura razuavel, logo depois, fugiu de seguranças e correu pelo bosque, isso tudo baleado na perna! Mas tudo bem, o filme é bom vamos ser tolerantes...

Esse filme é um prato cheio para os "caçadores de paradoxos", se você conseguiu enxergar algum paradoxo nesse filme por favor, não deixe de enviar seu comentário, estou seco por algum paradoxo desse filme...

Um comentário:

  1. To te seguindo...
    Segue aee =)

    http://4e20natural.blogspot.com

    ResponderExcluir